14 de dezembro de 2018

Tecnologia educacional: Apple garante agilidade e repertório

Quando se fala em tecnologia educacional, é impossível não se render às soluções assinadas pela Apple. Afinal, para além dos equipamentos de indiscutível qualidade e agilidade, que rodam sem engasgos, a empresa oferece um mix completo. A experiência do aluno – e do professor – começa no iPad, que é a melhor ferramenta digital para a Educação. Com um projeto pedagógico adequado, o dispositivo móvel da Maçã efetivamente transforma o aprendizado. É com ele que os estudantes dão seus primeiros passos rumo ao pensamento computacional, entendendo o processo como um todo. É muito mais do que conhecimento técnico – é um vasto trabalho de potencialização do raciocínio lógico.

Indo além dos dispositivos, a Apple é responsável por programas como o Everyone Can Code, que ensina programação para crianças. Aliás, instrumentalizar professores e alunos para que criem e colaborem é uma marca registrada da empresa. Isso pode ser visto, por exemplo, na suíte de aplicativos iWork, incluída sem custo adicional com cada equipamento. O Everyone Can Create, por sua vez, é mais uma ferramenta sem paralelo no mercado da tecnologia educacional.

 

Pueri Domus: reconhecimento à tecnologia educacional Apple

Com 50 anos de tradição, o Pueri Domus foi a primeira escola brasileira a trabalhar com o International Baccalaureate. Trata-se de um programa especialmente formatado para alunos que pretendem realizar o Ensino Superior fora do Brasil. Membro do Grupo SEB, o colégio possui quatro unidades em São Paulo, atendendo da Educação Infantil ao Ensino Médio.

Em 2016, a instituição passou a integrar o Apple Distinguished Program, buscando agora o selo de Apple Distinguished School. E o iPad tem tudo a ver com isso, como conta o coordenador de Tecnologia Educacional da escola, Eduardo Cortez. “Conseguimos participar desse processo principalmente em função de trabalharmos com um iPad por aluno desde 2015”, destaca.

 

Agilidade e repertório de ferramentas

Além da tecnologia educacional da Apple, o colégio incorporou recentemente ao currículo a disciplina de Coding (programação), ministrada em inglês. A partir de sua experiência com a proposta Everyone Can Code, em 2019 também incluirá o programa Everyone Can Create. “Os dispositivos Apple atendem às nossas demandas com perfeição, garantindo agilidade na utilização e grande repertório de ferramentas” assegura Cortez. Assim, pode-se trabalhar com diferentes faixas etárias, abordando múltiplas perspectivas da programação – lógica, estrutura de código, linguagens e desenvolvimento de aplicativos.

Depois de escolher a melhor solução para as demandas da escola, salienta Eduardo Cortez, é importante planejar de forma cuidadosa. Ele destaca a necessidade de se observar, também, o tempo necessário à incorporação da tecnologia educacional. “Nesse aspecto, inclusive, o processo de obtenção e renovação dos selos Apple nos ajudam a caminhar”, analisa. Para ele, as certificações auxiliam a escola a buscar seu pleno potencial de utilização das soluções.

 

Foto: Pueri Domus/Divulgação

Download (PDF)