15 de janeiro de 2019

Novas tecnologias na educação renovam o papel do professor

A era digital facilitou o acesso ao conhecimento e tem permitido grandes saltos na área da educação. Assim, recursos e ferramentas cada vez mais inovadoras contribuem de forma significativa para o desenvolvimento de novas habilidades. Mas qual é, afinal, o verdadeiro papel do professor diante das novas tecnologias na educação?

Ainda muito cedo, os pequenos demonstram grande facilidade em utilizar dispositivos eletrônicos e acessar a internet. No entanto, o foco de suas buscas é geralmente voltado ao entretenimento. Por isso, cabe ao professor a importante tarefa de servir como um guia no processo de aprendizagem. Muitos alunos, entretanto, ainda não veem nos docentes uma referência para a utilização de ferramentas digitais em sala de aula. Diante disso, é preciso que os educadores estejam dispostos a enfrentar novos desafios – e então colher seus frutos. Afinal, aderir aos avanços das novas tecnologias na educação representa investir em qualificação e na sua própria carreira.

 

Como aplicar novas tecnologias na educação

Na rede pública brasileira, deficiências de infraestrutura e a velocidade da internet limitam o uso de novas tecnologias na educação. Mesmo assim, muitos professores conseguem vencer essas barreiras para garantir a inovação em sala de aula. Afinal, ensinar aos estudantes a importância de comparar, diferenciar e reconhecer informações verdadeiras na internet já representa uma grande contribuição. De sua parte, as próprias instituições de ensino podem contribuir de forma especial. Para tanto, devem investir na ampliação e melhoria da oferta de formação e apoio aos docentes. Assim, é possível aumentar o entendimento dos professores sobre o potencial de impacto pedagógico que a tecnologia oferece.

A presença de um profissional que sirva de referência em tecnologia digital dentro das escolas é outro ponto positivo. Assim, professores podem esclarecer rápida e facilmente todas as eventuais dúvidas sobre as novas tecnologias na educação. Esta, afinal, é a grande chave para inspirar o equilíbrio necessário à implantação de um mundo mais justo e igualitário. Entende-se, assim, que o papel do professor diante de novas tecnologias é imprescindível. Transcendendo a antiga figura daquele que “ensina”, o docente será cada vez mais um facilitador. Em outras palavras, o ingrediente que permitirá experiências de aprendizagem ao mesmo tempo fluidas e enriquecedoras.

 

Foto: iStock/monkeybusinessimages

Download (PDF)