30 de Maio de 2018

Como identificar objetivos de aprendizagem para uso do iPad

Escolas que adotam tecnologia para enriquecer os processos educacionais não raro encontram desafios como o engajamento de professores à utilização constante dos recursos oferecidos, entendimento dos alunos sobre a real função de aprendizado dos devices e sistemas, controle e gestão do parque de dispositivos e aplicações pela TI e direção da instituição.

Todos estes quesitos podem ser entraves para expandir o uso da tecnologia em sala de aula. Mas, em se tratando de iPad, cada um deles pode ser superado de forma muito positiva, e o começo desta vitória está na definição de objetivos de aprendizagem para uso do equipamento.

Vamos explicar. Quando um professor entende os recursos que o iPad, apoiado em estratégias de MDM (Mobile Device Management) e em soluções de gestão de ensino como o Apple Classroom, oferece para ampliar suas possibilidades de ensino, ele passa a aderir de forma empática à tecnologia, e a fazer uso realmente produtivo dela.

Mas esta não é uma via de mão única: ao contrário, cabe também às escolas entender os objetivos dos professores e, a partir deles, desenhar a implementação do iPad e toda sua vasta gama de aplicativos às rotinas educacionais. Cabe às instituições mostrar aos docentes o quão poderosos são os recursos do iPad para melhorar suas aulas, tarefas e avaliações.

Este é, de fato, o caminho mais assertivo para fazer com que o investimento em iPad para a sala de aula se traduza em incremento das funções de aprendizagem, e não em gadgets subutilizados.

Definir metas de aprendizado é o ponto-chave para uma implementação de iPad na educação bem-sucedida.

Isso não significa que, para usar o iPad, os professores terão de iniciar seus planejamentos de aula do zero. Será mais fácil incorporar os planos às ferramentas de tecnologia, mostrando, assim, como estas auxiliarão na aplicação dos conteúdos, métodos e lições projetados.

Esta certamente será uma ação que engajará os professores e os incentivará a promover uma aprendizagem mais completa e significativa por meio do iPad. Para chegar a isso, uma dica de ouro é utilizar o Apple Classroom, que possibilita aos educadores automatizarem a organização de turmas e a definição e distribuição de conteúdos.

Além disso, alinhar as metas dos professores com as dos alunos também é importante. Quando os estudantes tiverem clareza sobre os objetivos dos métodos de aprendizagem que estão recebendo, estarão cientes do que a escola ou cada professor espera de seu desempenho e terão mais entendimento sobre como atuar para atingir o alcance desejado, utilizando o iPad de forma produtiva neste processo.

E para garantir a atenção dos alunos, os docentes podem lançar mão de recursos de MDM, solicitando a TI que defina perfis de acesso por horários e por grupo de usuários, mantendo liberados somente os conteúdos relevantes para cada situação. Isso evitará a dispersão dos estudantes com a enormidade de atrativos do iPad durante as aulas, mantendo seu foco no que realmente importa: o aprendizado.

O iPad e toda sua oferta de aplicações têm de ser interessantes para professores e alunos. Para gerar este interesse, têm de começar por compreender e agregar as metas de cada um destes grupos, entregando recursos para ajudar a atingi-las.

Um bom projeto de tecnologia na educação preza por integrar estes dois mundos, unificando-os na busca pelo objetivo maior de toda escola: o sucesso da aprendizagem.

Quer conhecer o iPad, MDM, Classroom e todas as possibilidades da tecnologia Apple para sua escola? Chame-nos: contato@iplacecorp.com.br ou 4020.7900.

“Artigo adaptado. Acesse a versão completa do artigo na Mosyle Library”. 

Imagem: Getty Images | Zinkevych

Download (PDF)