18 de abril de 2019

Plataforma Apple garante mais acessibilidade em sala de aula

O verdadeiro valor da tecnologia não é medido pela potência, mas por aquilo que as pessoas conseguem realizar com ela. Assim, além de inovar nos métodos de ensino, é possível incluir cada vez mais pessoas no processo de aprendizagem. Especialmente porque, juntos, dispositivos móveis e internet são capazes de diminuir distâncias e até mesmo eliminar barreiras. E é justamente isso que as tecnologias assistivas da Apple proporcionam a pessoas portadoras de deficiência. Afinal, os produtos da marca são pensados para a acessibilidade desde sua concepção. Embarcados nos dispositivos, os recursos do iOS e do MacOS também favorecem a inclusão e promovem maior independência aos usuários.

 

Como a Apple promove a acessibilidade

A partir dos dispositivos Apple, é possível assegurar a comunicação de pessoas com diversos tipos de deficiência. Eles podem ler palavras e páginas inteiras em voz alta para quem aprende mais fácil ouvindo, por exemplo. Mas esse é apenas um entre muitos recursos úteis disponibilizados para facilitar o acesso ao conteúdo da sala de aula. A seguir, saiba mais sobre as principais funções de acessibilidade dos produtos Apple:

 

Visão

Para pessoas com baixa ou nenhuma visão, o VoiceOver fala tudo o que acontece nas telas. Ou seja, o recurso descreve exatamente o que aparece no iPhone, Mac, Apple Watch ou Apple TV. Assim, por meio da audição, mesmo sem enxergar, qualquer pessoa consegue utilizar naturalmente esses equipamentos. Além disso, os apps incluídos pela Apple são compatíveis com o VoiceOver. Dessa forma, conseguem fornecer orientações por voz para tudo que o usuário queira ou necessite fazer.

Para situações como daltonismo e outras dificuldades visuais, a Apple oferece ajustes especiais para as telas. Assim, basta escolher um dos filtros de cor predefinidos ou configurá-los de acordo com as necessidades de cada usuário. Além disso, em todos os aparelhos é possível ativar a opção Inverter Cores. O recurso permite mudar a tonalidade na hora e obter mais contraste. Já para ver algum objeto ampliado ou seus detalhes mais nítidos, a ferramenta Lupa acionada pela câmera do iPhone ou iPad é ideal. Por sua vez, a Fonte Dinâmica (iPhone, iPad e Apple Watch) permite ainda aumentar o tamanho das letras nos apps. Para completar, o Zoom é outro recurso poderoso. Capaz de ampliar uma área específica da tela, ele favorece a visualização do que está sendo exibido. O Zoom funciona no Mac, iPhone, iPad, Apple Watch, Apple TV e em todos os apps da App Store.

 

Audição

Para pessoas surdas ou com dificuldade de audição, os sistemas iOS e MacOS também oferecem diversas vantagens. Entre elas está o recurso Ouvir ao Vivo. Ele é capaz de ajustar os AirPods ou aparelhos auditivos compatíveis com iPhone para o usuário escutar com mais clareza. Nas conversas em tom baixo, basta aproximar o iPhone ou iPad da pessoa que está falando para que o microfone possa captar melhor as vozes. Por sua vez, o recurso closed caption conta muito mais do que uma conversa. Ele pode descrever a música que estiver tocando e os efeitos sonoros de um filme. Para tanto, basta assisti-los em um aparelho Apple. Para além da sala de aula, o Face Time oferece imagem de alta qualidade e taxa de quadros rápida. Assim, é possível estabelecer uma conversa com usuários de iOS e macOS utilizando a linguagem dos sinais, por exemplo.

No caso de muitos surdos, a pronúncia das palavras também é uma dificuldade cotidiana. No entanto, o fato não inviabiliza a ajuda da Siri para a realização de atividades do dia a dia. Por meio do modo Digite para a Siri, o usuário pode utilizar o teclado para fazer perguntas, definir lembretes e marcar reuniões. Outro recurso valioso é o alerta luminoso Led da Câmera do iPhone, que pisca sempre que o dispositivo recebe chamadas e notificações.

 

Capacidades físicas e motoras

Entre as diversas possibilidades oferecidas pela Apple, usuários conseguem navegar por teclados e menus a partir de um único toque. Também é possível personalizar gestos Multi-Touch e interagir com os dispositivos por comandos de voz, dispensando a necessidade do toque. Tudo isso a partir do Controle Assistivo e do AssistiveTouch. Vale destacar que todo iPad, iPhone e Mac vêm com recursos integrados de comunicação que colaboram no aprendizado.

A partir do teclado de acessibilidade, é possível navegar pelo MacOS quase sem usar o teclado físico. Totalmente personalizável, a ferramenta oferece recursos avançados de digitação e navegação. O Falar Seleção ajuda no desenvolvimento da fala dizendo as palavras que são lidas. Por sua vez, o Vocalização de Texto facilita o aprendizado repetindo em alto e bom som o que se lê e escreve. Com o modo Falar Digitação ativado, também é possível ouvir os comentários feitos durante a digitação no iPad ou iPhone. Assim é possível receber orientações como correções de texto e sugestões de palavras.

Nas aulas de Educação Física, pode-se contar com recursos do Apple Watch, que inclui algoritmos de boa forma para cadeirantes. Já o Acesso Guiado é um ótimo recurso para professores e terapeutas utilizarem com alunos e pacientes autistas. Pessoas com déficit de atenção e outras dificuldades sensoriais também podem ser beneficiadas com o Acesso Guiado. Afinal, o recurso ajuda a limitar o iPad a um aplicativo por vez e definir um tempo máximo de uso. Para complementar, o Leitor do Safari reduz a interferência visual nas pesquisas feitas na internet. Assim, diminui a sobrecarga sensorial gerada por anúncios, botões e barras de navegação, permitindo ao usuário concentrar-se no conteúdo essencial. No Mac, é possível ajustar o Leitor para ser ativado automaticamente nos sites compatíveis.

Conheça essas e outras soluções Apple a partir da iPlace Educacional. Para saber mais sobre tudo que o ecossistema Apple podem fazer por sua instituição de ensino, contate-nos! Nossos especialistas estão à sua disposição pelo fone 4020.7900 ou e-mail contato@iplace-educacional.com.br.

 

Foto: iStock | Wavebreakmedia

Download (PDF)