8 de abril de 2020

Educação a distância: como adotá-la durante a pandemia

Ficar em casa. Essa é a recomendação da imensa maioria dos profissionais de saúde perante a pandemia de Covid-19 que assola o mundo. A eficiente medida restritiva, porém, causa impactos diretos em muitas áreas, inclusive no ensino. Por isso, sem ir à escola, professores e alunos usam a educação a distância para não interromper o ano letivo.

Manter os conteúdos em dia com o uso da tecnologia durante a crise, claro, é muito importante. No entanto, é essencial que tais ações sejam coordenadas pelos gestores escolares sob um plano de contingência. Caso contrário, podem ocorrer quedas significativas tanto na qualidade do ensino quanto no desempenho dos alunos.

Pensando nisso, a iPlace Educacional traz sugestões de pontos a serem considerados num plano de educação a distância em caráter emergencial.

Atenção às políticas públicas

Embora o apelo pelo autoisolamento seja frequente nas redes sociais, é importante se ater às orientações das autoridades de saúde. Isso porque a decisão do fechamento de escolas passa necessariamente pelo poder público. Um ponto que merece especial atenção é a formalidade do cumprimento de dias letivos. Afinal, esse item é muito relevante na criação de um plano de educação a distância.

Particularidades da educação à distância

Frequentar a escola é uma experiência muito rica para os alunos. O convívio com colegas e professores, aliado à aprendizagem em si, provavelmente seja insubstituível. Portanto, na hora de ensinar a distância, não adianta tentar reproduzir a mesma lógica da sala de aula. As dinâmicas são diferentes. Se na escola o turno era de quatro horas, por exemplo, via internet ele terá de ser mais compacto. O ideal é começar com apenas uma atividade diária, bem planejada. Depois, quando a turma já estiver mais adaptada, é possível aumentar a carga horária.

Condições técnicas

A educação a distância passa necessariamente pelo uso de dispositivos tecnológicos. Porém, sabemos que, mesmo em escolas particulares, nem todos os alunos têm as mesmas condições. Portanto, é possível que alguns estudantes não possuam em casa os recursos necessários para acessar os conteúdos disponibilizados. Nesses casos, vale verificar se é possível que a instituição de ensino ceda temporariamente dispositivos aos alunos. O mesmo vale para o professor, que necessita ter à disposição materiais adequados para realizar seu trabalho.

Comunicação com as famílias

A adaptação a uma nova rotina de aulas é um esforço conjunto entre gestores, professores, alunos e, também, suas famílias. Afinal, os pais ou responsáveis pelos estudantes precisam estar comprometidos com a dinâmica da educação a distância. Para isso é necessário manter bastante transparência e agilidade na comunicação com as famílias. A escola deve informá-las sobre o plano educacional estabelecido, de preferência ainda antes deste ser colocado em prática.

Especificidades das faixas etárias

A tecnologia não funciona na mesma maneira para todos os alunos. Especialmente quando levamos em conta as diferentes faixas etárias. Para crianças cursando as séries iniciais, por exemplo, aulas online formais fazem pouco ou nenhum sentido. Nesses casos, vale usar os recursos tecnológicos para passar exercícios que mesclem ensino e diversão. Com os pequenos também pode ser necessário maior acompanhamento por parte da família. Já para os jovens do ensino médio, a dinâmica das videoaulas costuma ser bastante eficaz.

Conteúdos atualizados

Assim como gestores e professores, os estudantes sabem que a implementação emergencial da educação a distância deve-se à pandemia de Covid-19. Porém, para eles pode ser mais difícil assimilar a nova realidade e entender a situação em constante mudança. Portanto, o plano educacional da escola deve prever a abordagem da doença durante as aulas. É essencial que os professores estejam atualizados e todos em sintonia, para que não sejam transmitidas informações contraditórias aos alunos.

Assim, com calma e transparência, é possível garantir um ensino de qualidade adaptado aos tempos de crise.

Foto: iStock/LSOphoto

Download (PDF)