17 de julho de 2020

O futuro da educação: como será a escola pós-pandemia

Mesmo antes da pandemia do coronavírus, discussões sobre o futuro da educação e das profissões incitavam desafios. Não somente em relação ao novo papel do professor diante de uma era digital. Mas, também, a partir da implementação de um currículo renovado, voltado à formação integral e contemporânea. Afinal, é na escola que se desenvolvem as aptidões que, logo em seguida, serão requisitadas pelo mercado de trabalho. Por isso, trazer o futuro para a sala de aula do presente é primordial.

Entretanto, com a aceleração de processos provocada pela covid-19, não é mais possível ficar apenas acompanhando a evolução de tendências. Ou seja: ou sua escola estará pronta para o “novo normal” ou será rapidamente ultrapassada no mundo pós-pandemia. Diante disso, a iPlace Educacional tem muito a contribuir, oferecendo as melhores tecnologias educacionais e a melhor experiência Apple. Consequentemente, podemos disponibilizar a plataforma mais inovadora para o futuro da educação e o melhor suporte especializado para sua instituição.

Como planejar uma boa transição para o futuro da educação

Talvez nenhum outro momento seja tão propício quanto este para que sua escola invista na transformação digital. Afinal, a importância de aliar tecnologia e ensino nunca esteve tão em evidência quanto agora, durante a pandemia. No entanto, isso não quer dizer que as escolas devam todas migrar para o ensino a distância. Mesmo porque não basta simplesmente transferir um modelo de currículo presencial para o ambiente virtual, como tem ocorrido nesta emergência. Antes de tudo, é necessário encontrar um modelo de aula ideal, de acordo com cada realidade.

Nesse sentido, o ensino híbrido pode ser a chave para combinar os modos online e presencial de maneira eficaz. Afinal, a partir dele, a aprendizagem pode ser entregue de acordo com as necessidades de cada aluno. Aliás, é exatamente isso que defende o professor de Engenharia Mecânica do prestigiado Massachusetts Institute of Technology (MIT), Sanjay Sarma. Segundo ele, o futuro da educação envolve um ensino misto, fluido e imersivo. Ou seja, uma soma de tradição e inovação para despertar a curiosidade e garantir maior engajamento dos estudantes. Em outras palavras: é preciso alinhar a proposta pedagógica ao uso dos melhores dispositivos e ferramentas educacionais. Dessa forma, será muito mais simples adaptar os conteúdos e as dinâmicas da sala de aula.

Checklist para o futuro da educação

No momento de implantar ou renovar parques de dispositivos, é essencial levar em consideração a infraestrutura como um todo. Afinal, os aparelhos devem ser tão fáceis de implementar quanto de usar. Nesse aspecto, a Apple oferece uma plataforma de TI incomparável. Por exemplo: com o Apple School Manager, você dispõe de um portal online para administrar remotamente dispositivos, usuários e programas. Logo, este é apenas um dos incontáveis motivos que fazem da Apple a escolha ideal para sua escola.       

Outro fator importante é avaliar o quão digitalizada sua escola é no momento presente. Para isso, considere algumas das seguintes questões:

– a equipe dispõe de e-mail institucional?

– a escola possui perfis nas principais redes sociais?

– o site da instituição de ensino é responsivo?

– a escola possui uma plataforma online de aprendizado e um ambiente virtual que possibilite a realização de atividades a distância?

– os docentes recebem formação em ferramentas digitais?

Oportunidades para a nova escola

Num mundo pós-pandemia, a nova escola será aberta a uma aprendizagem mediada pela tecnologia. Nesse contexto, professores e alunos terão maior envolvimento com a cultura maker, que oportuniza um aprendizado mais “mão na massa”. Dessa forma, o protagonismo estudantil receberá destaque na construção do conhecimento. Ao mesmo tempo, recursos como Realidade Virtual e Aumentada, games e aplicativos ajudarão a elevar o desempenho escolar. Além disso, ao incluir no currículo a linguagem da programação, será ainda mais simples trabalhar o desenvolvimento das soft skills. Ou seja, as competências comportamentais relacionadas à comunicação, resolução de problemas, atenção aos detalhes, pensamento digital e capacidade de adaptação. Aliás, desde já, programas como o Everyone Can Code (ECC), da Apple, representam um diferencial no futuro da educação. Especialmente porque as lições atendem desde a pré-escola até o nível superior.

Outra ferramenta gratuita e extremamente proveitosa que integra o arsenal de recursos educacionais da Apple é o iTunes U. Com ele, o professor dispõe de tudo o que precisa levar para a sala de aula junto com o iPad. Aliás, essa é apenas uma das vantagens de se contar com dispositivos que ofereçam um laboratório móvel na escola. Afinal, a apropriação da cultura digital deve ocorrer nos mais diversos ambientes, internos ou externos, da instituição de ensino.

Diante disso, não dá para ignorar o fato de que as escolas precisam se reinventar. Logo, que tal conhecer melhor tudo o que o ecossistema Apple pode fazer sua instituição de ensino? Então não deixe passar a oportunidade: contate agora mesmo um especialista da iPlace Educacional!

Foto: iStock/GaudiLab

Download (PDF)