23 de julho de 2020

Educação 4.0: como estimular nos alunos a sede de aprender

Trabalhar com educação significa, entre muitas coisas, conseguir estimular nos alunos a vontade de aprender, de descobrir e entender o mundo. Quando bem-sucedida, essa missão assumida pelos educadores sem dúvida traz enormes benefícios para os próprios estudantes. Afinal, o desejo pela busca de conhecimento é o que os levará a alçar voos mais altos.

Para os professores, porém, fica o desafio: como instigar esse interesse em seus pupilos? Infelizmente, não há fórmula mágica, mesmo porque cada aluno pode ter um processo particular de aprendizado. No entanto, existem sim diversas maneiras de criar estímulos e ambientes favoráveis em sala de aula. Isso passa muito pela estrutura e pelas ferramentas de ensino utilizadas, mas tem sua base na forma de comunicação com os estudantes.

Elogios geram mais vontade de aprender

Num estudo publicado no periódico Education Psychology, pesquisadores americanos se debruçaram sobre uma questão recorrente na educação. Como broncas ou elogios afetam o desempenho dos alunos? Para chegar a uma conclusão, o estudo acompanhou 2500 estudantes de 5 a 12 anos ao longo de três anos de pesquisa.

Os resultados mostraram que, sim, elogios funcionam muito melhor do que reprimendas. Quando encorajadas pelo professor, as crianças se mantiveram focadas por até 30% mais tempo do que quando recebiam broncas. Segundo os pesquisadores, isso comprova a tese, bastante intuitiva, de que quanto mais um comportamento é estimulado, mais ele aumenta.

Acesso a tecnologia também estimula os alunos

A conclusão dos pesquisadores americanos pode ser transposta a inúmeros aspectos da educação em sala de aula. Logo, a melhor forma de incentivar os estudantes a desenvolverem aptidões é colocá-los em contato com as ferramentas certas. Nesse sentido, a plataforma Apple revela-se uma poderosa aliada da capacitação de alunos para as profissões do futuro.

Isso porque, através principalmente do iPad e de seus recursos, professores podem trabalhar muitas dos temas listados na BNCC. Afinal, o uso do dispositivo propicia uma educação mais dinâmica e criativa, tendo o estudante como protagonista do próprio aprendizado. Além disso, o iPad estimula o pensamento digital e o ensino de programação, através de ferramentas como o Swift Playgrounds.

Portanto, cabe às instituições e equipes de ensino propiciar a seus alunos um ambiente encorajador e tecnológico. Dessa forma, fica mais fácil que os estudantes trilhem com sucesso seus caminhos rumo ao conhecimento.

Foto: iStock/shironosov

Download (PDF)