15 de dezembro de 2020

Como tornar o ensino remoto tão efetivo quanto o presencial

Sem dúvidas, a adoção do ensino remoto em caráter emergencial durante a pandemia pegou muitas instituições desprevenidas. Por isso, foram necessários vários meses até que a maioria das escolas e universidades conseguisse se adaptar à nova realidade. Agora, embora processos de adaptação ainda estejam em curso, já é possível perceber quais as estratégias mais eficientes. Dessa forma, pode-se também apontar caminhos de como a educação a distância pode ser tão efetiva quanto as aulas presencias.

Como obter sucesso no ensino remoto?

Assim que as atividades nas escolas foram suspensas, percebeu-se que não bastaria virtualizar a lógica da sala de aula. Isto é: meras videoconferências com trinta estudantes assistindo a uma longa explanação do professor estariam fadadas ao fracasso. Dessa forma, o sucesso na transição para o ensino remoto mostrou-se dependente de planos e ferramentas próprios do universo digital. Olhando-se para os casos com melhores resultados, alguns aspectos podem ser destacados. Entre eles, os seguintes:

Espaços virtuais de aprendizagem

A adoção de ambientes online que centralizem as atividades de aula facilita muito a organização de alunos e professores. Um dos mais utilizados é o Edmodo, plataforma gratuita que simula o funcionamento de uma rede social. Assim, os educadores podem criar um feed específico para cada turma e ali postar conteúdos multimídia, bem como exercícios e orientações.

Apresentações mais dinâmicas

No ensino remoto, por conta da própria distância, é natural que os alunos tenham mais dificuldade de concentração durante explanações. Assim, cabe ao professor encontrar formas de deixar as aulas mais atrativas e interessantes com recursos como o Educreations. Afinal, o aplicativo para iPad permite criar apresentações dinâmicas unindo textos, fotos, vídeos e áudios. Inclusive, o material pode ser preparado previamente para compartilhamento com a classe ou até desenvolvido em tempo real.

Videoaulas na medida certa

Embora as longas conferências não sejam recomendadas, as videoaulas sempre desempenham papel essencial no ensino remoto. Especialmente se forem disponibilizadas na forma de clipes curtos. Mas, para obter sucesso, é importante que os professores saibam preparar materiais simples e, ao mesmo tempo, envolventes. Consequentemente, torna-se necessário reservar tempo para se dedicar às tarefas de gravação e edição dos vídeos.

Interações entre estudantes

Assim como na sala de aula, o sucesso da educação a distância não passa somente pela relação professor-aluno. A interação entre pares também tem papel importante no processo de aprendizado. Isso porque, muitas vezes, é exatamente nesse memento que se desenvolve a fixação dos conteúdos. Dessa forma, independentemente da plataforma online em uso, é necessário prever espaços de conversa entre os estudantes.   

Avaliação remodelada

Por fim, vale salientar que o ensino remoto representa também uma oportunidade de aperfeiçoar processos do sistema escolar convencional. É o caso das avaliações, cujo formato com provas espaçadas tende a gerar retratos isolados sobre o processo de aprendizagem. Já nos ambientes virtuais, essa avaliação pode ser mais constante – ao considerar, por exemplo, estatísticas de acesso à plataforma.

Assim, com estratégias e ferramentas como essas, percebe-se que o ensino remoto pode, sim, ser tão efetivo quanto o presencial. Porém, é necessário que as instituições façam escolhas e investimentos adequados aos novos modelos educacionais.

Quer conhecer as melhores tecnologias voltadas ao ensino e descobrir como implementá-las em sua escola? Então entre em contato agora mesmo com a iPlace Educacional e converse com um de nossos especialistas!

Foto: iStock/Chinnapong
Download (PDF)